Jardins de Camélias em Guimarães

Vila_flor_c_pia_1_520_999
Guimarães tem no seu espólio um elevado valor patrimonial, com camélias únicas na Europa pela sua espécie, raridade e dimensão, pelo que, se aconselha uma visita aos seguintes locais: Casa do Costeado; Palácio Vila Flor; Largo Martins Sarmento (Largo do Carmo); Viveiros Flavius; Quinta de Margaride e Cerca do Mosteiro de Santa Marinha.
 
 

Camélias: Origens e História

As camélias são originárias do extremo oriente, sendo a maioria das espécies da China.A designação do género Camellia foi o resultado de uma homenagem de Lineu ao grande botânico Josef Kamel, que na nomenclatura botânica permitiu que na combinação binária formada pelo nome do género fosse incluído o seu nome seguido de um epiteto especifico, a origem (Camellia japónica L.).Na Europa, as camélias são praticamente conhecidas, exploradas e utilizadas como plantas de vocação ornamental (flores e folhagem). No entanto, a Camellia sinensis é conhecida como planta do chá ou chazeiro, cuja produção é dirigida exclusivamente para as folhas, que uma vez preparadas são utilizadas em infusão e a sua exploração na Europa dá-se apenas na ilha de S. Miguel nos Açores.A data exata de chegada das primeiras plantas vivas de camélias ornamentais à Europa não é conhecida, embora existam algumas evidências devidamente referenciadas. Desde o início do séc. XVI, que há notícia de contacto de portugueses com o sudeste asiático, designadamente por Afonso de Albuquerque e em 1543 os portugueses foram os primeiros europeus a chegar ao Japão, mantendo-se como mercadores e missionários por vários anos (1638). No entanto, é só no século XIX que se assiste à grande divulgação das camélias na Europa.
 
A brochura está disponível em 4 línguas para consulta e download: portuguêsespanholfrancês e inglês.
 
Câmara Municipal de Guimarães - Turismo spacer.pngTripadvisor
Largo Cónego José Maria Gomes, 4800 - 419 Guimarães | tel. 351 253 421 221 / 233 | fax. 351 253 515 134 | e-mail. info@guimaraesturismo.com spacer.pngOpiniões sobre Guimarães
spacer.png