Excentricidade - Março 2019

Eventos, Música, Teatro
Banner_mensal_marc_o-01_1_510_300
Inserir fotoS
109 visualizações
2019/03/09 a 2019/03/30
Vários locais
 
 
+ 351 253 421 200
EXCENTRICIDADE – MARÇO 2019

CALDELAS SÁB 9 | 21H30 TEATRO
FRANKEISNTEIN
 
JANGADA TEATRO AUDITÓRIO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE CALDAS DAS TAIPAS
 
Victor Frankenstein é um homem das ciências, das naturais... não das sociais. Mais do que isso, Victor é um homem de convicções e desejos filosóficos e é por isso que tanto deseja oferecer à humanidade o Elixir da Vida Eterna. E como todos os homens que colocam mãos à obra em demanda própria, embrenha-se de corpo e alma neste projeto. Mas por vezes é aconselhável dar dois passos atrás para ver no que nos estamos a meter de cabeça... Victor não é um homem avisado! Mas quem somos nós para o julgar? Quem nunca criou monstros que atire a primeira pedra! Valha-nos o apoio firme e inabalável de amigos como Clerval e o amor incondicional de mulheres como Elizabeth. O resto são meras manipulações desta comédia a que chamámos vida.
 
JANGADA TEATRO
 
A Jangada Teatro foi fundada em 1999 em Lousada (norte de Portugal), com
o objetivo de elevar o nível cultural da região geográfica onde está inserida, sedeando-se no Auditório Municipal de Lousada, onde tem o seu espaço de trabalho, artístico e administrativo. A acrescentar ao seu método, iniciou em 2002 a pesquisa formativa e performativa de formas animadas. A fusão do trabalho do ator com as marionetas, as máscaras e a música ao vivo, tem vindo a revelar-se uma das grandes mais valias do projeto Jangada. Por tal, ao longo dos anos de projeto a companhia tem vindo a destacar-se no panorama teatral português, tendo-se apresentado nas melhores salas de norte a sul de Portugal e no estrangeiro, levando a que em 2005 tivesse sido agraciada com a medalha de mérito municipal na área da cultura. Ainda, o forte cariz de itinerância e o intercâmbio regular com outras estruturas artísticas nacionais e internacionais vêm reforçar a sua posição e afirmação no contexto global do mundo do espetáculo.
Outra das valências é a organização
de certames, concretamente a organização do Folia – Festival de Artes do Espetáculo de Lousada e Foliazinho (este último dedicado ao público
mais jovem), os quais se têm vindo a destacar no panorama dos festivais tradicionais de teatro, por terem assumido desde a primeira edição, uma programação multidisciplinar. Assim, estes dois eventos inserem na sua agenda as diversas áreas das artes do espetáculo, a saber; teatro, música, dança, marionetas e artes plásticas.
A nível internacional tem marcado presença em Espanha, França, Lituânia, Brasil, Estados Unidos da América, México, China e Grécia.
 
Género Artístico | Comédia
 
Classificação etária | M/12 Duração aprox. | 50 min.
 
Entrada | 1€
 
Gratuito até aos 12 anos
 
_ ORG.: Câmara Municipal de Guimarães
 
PARCEIROS LOCAIS: Junta de Freguesia de Caldelas; Academia de Música Fernando Matos; Agrupamento Escolas das Taipas; Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caldas das Taipas ; Escola Secundária de Caldas das Taipas; MAT – Movimento Artístico das Taipas; Taipas Termal e Jornal Reflexo
 
 
 
RONFE SÁB 9 | 21H30 TEATRO
 
O BAILE DAS COISAS IMPORTANTES
 
TEATRO DO BOLHÃO SALÃO PAROQUIAL DE RONFE
 
Há coisas obviamente importantes que dançam e são protagonistas do baile da vida, lembramo-nos imediatamente da Natureza, dos seus elementos, das virtudes… mas chegarão também coisas insignificantes, outras inúteis, outras que não passam de detalhes. E como se não bastasse, chegarão ainda coisas indesejáveis, dificuldades e tristezas e dores. E serão todas estas coisas, coisas importantes. Afonso Cruz
 
O TEATRO DO BOLHÃO A ACE Teatro do Bolhão foi formada em 2002, constituída por um grupo de onze profissionais com direção artística de António Capelo, Glória Cheio, João Paulo Costa, Joana Providência e Pedro Aparício, a que mais tarde se juntou António Júlio. A companhia, sediada no Palácio do Bolhão, tem uma relação sinergética com a ACE Escola de Artes, hoje com 28 anos de atividade, integrando os jovens profissionais formados numa equipa de trabalho em constante renovação.
 
Desde a sua estreia, com A Terrível Ascensão de Arturo Ui, em 2003, o Teatro do Bolhão promove um modelo de produção eclético e pluridisciplinar. Levou a cena dramaturgias clássicas – como D. Juan (2005), Otelo (2009), Édipo (2012) ou Ajax (2014) ; contemporâneas – como Quem tem Medo de Virginia Woolf? (2004), Começar a Acabar (2006), As Lágrimas Amargas de Petra von Kant (2011) ou Três Num Baloiço (2013); e textos inéditos, como Escreve-me (Nocturno) (2014), ou os textos do dramaturgo residente Zeferino Mota Não Tenho Olhar, Mas Mamilos que Endurecem Quando Alguém me Olha (2012), Hierarquia (2015) e Eu Serei Shakespeare (2016).
 
Outra das vertentes da produção são os espetáculos pluridisciplinares da codiretora Joana Providência, como Pioravante Marche (2003), Mão na Boca (2004) ou Território (2014, nomeado para o prémio autores de Melhor Coreografia, pela SPA) e Inquietações (2016), que abrangem também o público infantil, com peças como A Fada Oriana (2004), A Menina do Mar (2010), Opostos Bem-dispostos (2013) ou Uma Família é Uma Família (2015).
 
Desde 2010, a companhia tem vindo a dinamizar um Serviço Educativo que promove uma relação contínua e orgânica com a região em que se insere através de workshops, laboratórios e oficinas, e ainda através do Teatro Portátil, que leva às escolas obras literárias lecionadas em diferentes níveis de ensino.
 
Classificação etária | M/6 Duração aprox. | 40 min.
 
Entrada |1€
 
Gratuito até aos 12 anos
 
ORG.: Câmara Municipal de Guimarães
 
PARCEIROS LOCAIS: Junta de Freguesia de Ronfe e Paroquia de S. Tiago de Ronfe
 
 
 
BRITO SÁB 16 | 21H30 TEATRO
 
OS 4 CLOWNS DO APOCALIPSE
 
TEATRO DO MONTEMURO ESPAÇOS CRIATIVOS DE BRITO
 
Os quatro cavaleiros do Apocalipse cavalgam até ao inicio...do fim do mundo. No entanto só vemos três chegar. Então a guerra, a fome e a peste sentam -se à espera da morte. E enquanto esperam começam a "brincar". E transformam -se em "palhaços". Eles brincam com detritos lavados na margem à beira da terra e, ao contrário de destruir o mundo, criam novos mundos anárquicos, tolos e bonitos. O espetáculo é todo de "clownesco, interpretado na totalidade sem palavras pelo atores do Teatro do Montemuro.
 
TEATRO DO MONTEMURO
 
O Teatro do Montemuro iniciou a sua actividade em 1990. A ausência de atividades culturais a falta de oportunidades e o inconformismo foram algumas das razões que levaram um grupo de jovens a investir a sua energia num projeto que lhes permitiria fixarem-se na sua terra, combatendo a desertificação e tornando-se uma alternativa ao previsível destino. A existência do Teatro do Montemuro situado num lugar inóspito entre caminhos que serpenteiam a serra do Montemuro veio dinamizar a região, descentralizar as artes e proporcionar a estas gentes uma oferta cultural de qualidade. A companhia continua apostar na criação de textos originais contemporâneos, inspirando-se nas mais variadas situações da actualidade. Tudo acontece num processo colectivo que une autores, encenadores, cenógrafos, actores, músicos e é desta forma democrática que nascem os espectáculos.
 
Classificação etária | M/6 Duração aprox. | 60 min.
 
Entrada | 1€
 
Gratuito até aos 12 anos
 
_
 
ORG.: Câmara Municipal de Guimarães
 
PARCEIROS LOCAIS: Junta de Freguesia de Brito; Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola de Casais - Brito; Associação de Pais das Escolas de Brito; Ritmos - Academia de Artes; Centro Social de Brito; Escuteiros Católicos - Agrupamento 366 Brito Boot Camp – Brito
 
 
 
S. TORCATO SEX 29 | 21H30 MÚSICA
 
FLYING CAGES
 
CENTRO COMUNITÁRIO / HEMEROTECA / MEDIATECA EDUCATIVA
 
Os FLYING CAGES são uma banda de indie-rock formada em 2011. Desde os primeiros momentos que os quatro se agarraram à imaginação e começaram a criar as suas próprias melodias, que rapidamente chamaram a atenção. Após o lançamento do seu primeiro álbum “Lalochecia” em 2016, e com vários palcos nacionais de renome pisados, a banda manteve o crescimento no panorama musical, despertando a atenção de várias rádios. Agora a banda apresenta “Woolgather” o segundo álbum de estúdio, mais maduro, gravado nos estúdios da Pontiaq, pela mão do produtor Miguel Vilhena.
 
Classificação etária | M/6 Duração aprox. | 60 min.
 
Entrada | 1€
 
Gratuito até aos 12 anos
 
_
 
ORG.: Câmara Municipal de Guimarães
 
PARCEIROS LOCAIS: Junta de Freguesia de S. Torcato; Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais (ADCL) e Centro Recreativo Cultural e Artístico de S. Torcato (CRCA)
 
 
 
MOREIRA DE CÓNEGOS SÁB 30 | 21H30 MÚSICA
 
JOHN AND THE CHARMERS
 
CENTRO PASTORAL DE MOREIRA DE CÓNEGOS
 
John and the Charmers é um projeto criado pelo músico João de Guimarães.
 
A primeira música do álbum de estreia “Velvet Blue” foi composta a 1 de outubro (Dia mundial da música) de 2012 – ano em que a sua cidade natal (Guimarães) foi Capital Europeia da Cultura. As gravações do disco foram feitas entre Setembro e Dezembro de 2013 e misturadas em Janeiro de 2014.
 
Os produtores foram Pedro Mouga e o próprio João de Guimarães. O trabalho foi posteriormente masterizado por Mário Barreiros nos estúdios MB em Março de 2014. No total participaram 18 músicos nas gravações das músicas em estúdio. Este disco apresenta um conjunto de 10 músicas com diferentes ambientes, resultado de diferentes composições, diferentes arranjos e diferentes instrumentos e interpretações. Os instrumentos foram: bateria, baixo elétrico, baixo acústico, contrabaixo, guitarra acústica, guitarra elétrica, piano, sintetizadores, ukulele, vibrafone, harmónica, trombone, saxofone, trompete, violoncelo, viola, violino e vozes. O single de lançamento é o tema “She loves me, she loves me not”, para o qual foi criado um vídeoclip. A equipa deste projeto alarga-se ainda a áreas como: fotografia, pintura, web-design, guarda roupa, cenografia, desenho de som, desenho de uz. Perfazendo um total de 30 pessoas. Este projeto é, por isso, desde o seu início, um laboratório de criação multidisciplinar. John and the Charmers envolve-se de paixão e texturas que nos faz viajar por um ambiente aconchegante e sonhador.
 
Classificação etária | M/6 Duração aprox. | 60 min.
 
ORG.: Câmara Municipal de Guimarães PARCEIROS LOCAIS: Junta de Freguesia de Moreira de Cónegos; MORÁVIA - Associação Juvenil de Moreira de Cónegos; Centro Cultural Recreativo de Moreira de Cónegos e Banda Filarmónica de Moreira de Cónegos
 
 
 

Outras Sugestões

Câmara Municipal de Guimarães - Turismo spacer.pngTripadvisor
Largo Cónego José Maria Gomes, 4800 - 419 Guimarães | tel. 351 253 421 221 / 233 | fax. 351 253 515 134 | e-mail. info@guimaraesturismo.com spacer.pngOpiniões sobre Guimarães
spacer.png